quinta-feira, 20 de agosto de 2015

MPRN faz operação para apurar desvio de R$ 5,5 mi na Assembleia Legislativa



O Ministério Público Estadual iniciou, nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (20), uma operação de busca e apreensão na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte e em apartamentos na Zona Sul de Natal. A operação, intitulada "Dama de Espadas", investiga supostos desvios dos cofres da AL, que passam de R$ 5,5 milhões. O alvo da operação é a Procuradoria da Assembleia Legislativa e setores ligados a ela.
A associação criminosa é composta por servidores públicos do órgão com o auxílio de um gerente do banco Santander. Eles utilizavam "cheques salários" como forma de desviar recursos em benefício próprio ou de terceiros. Os cheques eram sacados, em sua maioria, pelos investigados ou por terceiros não beneficiários, com irregularidade na cadeia de endossos ou com referência a procurações, muitas vezes inexistentes.
Segundo nota do MP, os valores desviados dos cofres da Assembleia Legislativa chegam a R$ 5.526.169,22. Em razão dos elementos colhidos nas investigações, a materialidade e os indícios são fortes. Ainda de acordo com o MP, os investigados devem ser acusados pelos crimes de formação de quadrilha ou associação criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.
De acordo com o MP, mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos no bairro de Candelária e na AL. A operação é coordenada pela Promotoria do Patrimônio Público e conta com o apoio da Polícia Militar e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO).
Uma equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e representantes do MPRN cumprem mandados de busca de apreensão em condomínios de alto padrão localizados nas ruas Senador José Ferreira de Souza e Mirabeau da Cunha Melo. 
Fonte: G1 RN

Sem comentários:

Publicar um comentário